25 a 28 de setembro

Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro

NÍVEL DE ESCOLARIDADE DOS PACIENTES DO HOSPITAL DO RIM DE MONTES CLAROS E SUA INFLUÊNCIA NO TRATAMENTO DA DOENÇA RENAL CRÔNICA

Objetivo: A presença de uma doença renal crônica pode interferir diretamente na vida dos pacientes especialmente aqueles em tratamento hemodialítico. Buscou-se analisar através desse estudo o nível de escolaridade dos pacientes do Hospital do Rim de Montes Claros/Santa Casa, Estado de Minas Gerais e sua influência no tratamento da Doença Renal Crônica. Metodologia: Trata-se de uma investigação quanti/qualitativa que faz uso de pesquisas bibliográficas para maior compreensão do fenômeno estudado. Tem como campo empírico o Hospital do Rim de Montes Claros/MG. Para tanto, foi analisado um levantamento da ficha de avaliação social do Serviço Social dos pacientes com idades entre 15 a 90 anos. Os dados para a pesquisa foram coletados entre 10 de setembro e 02 de outubro de 2012. Por se tratar de uma pesquisa envolvendo seres humanos foi solicitado o consentimento do Hospital para realização da mesma, bem como dos pacientes. Resultados: Segundo o levantamento, dos 183 pacientes pesquisados 31 (16,3%) não possuem escolaridade, pode-se perceber que a maioria delas é composta por pacientes mais idosos, possui entre 51 e 80 anos. Dos 152(82,6%) possuem alguma instrução, entre eles 15,3% possuem o primário completo; 14,2%, o primário incompleto, 12,5%, o ensino fundamental completo; 13,1%, o ensino fundamental incompleto; 15,3%, o ensino médio completo; 4,3%, o ensino médio incompleto; 5,4%, o ensino superior completo; 2,7%, o ensino superior incompleto. Conclusão: Conclui-se que o baixo nível de escolaridade influencia não somente na qualidade de vida dos pacientes, mas também na adesão ao tratamento.

1º Autor

Lara Lanusa Santos Nascimento

2º Autor

Raissa Mendes Nobre

3º Autor

Carla Tiola

Gerar PDF

PDFPDF